Maternidade e mercado de trabalho: desafios de ser mãe e ter uma carreira

Desenvolver uma boa carreira e ser reconhecida pelo trabalho de qualidade é um sonho de muitas mulheres. No entanto, essas mesmas mulheres também podem ter um outro sonho simultaneamente: o de ser mãe. Um sonho não precisa excluir o outro, mas muitas divididas, sem saber o que fazer para conciliar as duas áreas da sua vida.

Mesmo sendo totalmente possível ser boa mãe e boa profissional, é importante que as mulheres lidem com a culpa que acabam sentindo em alguns momentos. Afinal, nem sempre dá para fornecer aos filhos toda a atenção que se gostaria, ao mesmo tempo em que o trabalho também, às vezes, pode deixar um pouco a desejar em alguns momentos.

O ideal, para que a vida profissional e a maternidade sejam exercidas com alegria e qualidade, é saber criar um meio termo. Dessa forma, as duas áreas recebem a dedicação da mulher, mas sem sofrimento.

Sem sentimento de culpa: não dá para ter excelência em tudo

Por mais que a mulher tenha competência em sua vida profissional e também seja uma excelente mãe, é claro que nem sempre será possível dar conta de tudo. Essa afirmação parece um clichê, mas há diversas mulheres que, realmente, não a levam em consideração e se culpam sempre que não desempenham bem a função de mãe ou de profissional, o que pode ocorrer em qualquer situação.

Nem sempre haverá pique para brincar com as crianças depois do expediente, assim como nem sempre a profissional estará com 100% de energia no seu trabalho. Tudo isso é normal e qualquer ser humano está sujeito a isso, mesmo que não seja mãe.

Quantas pessoas chegam em casa depois do expediente e estão tão cansadas naquele dia que nem mesmo conseguem estudar, arrumar determinada coisa, etc. Ao mesmo tempo, muitas pessoas também podem ter diversos compromissos e problemas pessoais e, por causa disso, não render tanto no trabalho em determinado dia. Nada disso determina que esses indivíduos são incompetentes.

Saber organizar a rotina

Quando se tem muitos compromissos, é indispensável aprender a organizar a rotina. Esse é um dos segredos das mulheres que são mães e têm uma carreira; sabendo quais são os seus compromissos e estabelecendo um horário para eles, com disciplina, elas conseguem desempenhar melhor os seus dois papeis e ainda cuidar de si mesmas.

O primeiro passo é dar o devido valor às suas noites de sono. Dormir muito tarde, mesmo aos finais de semana, faz com que o organismo não consiga se recuperar da correria do dia anterior, o que fará com que tanto a mãe quanto a profissional não tenham energia para as próximas tarefas.

É claro que, nos finais de semana, não há nenhum problema em dormir um pouco mais tarde para passear, para brincar com as crianças ou mesmo para assistir a um filme, ler um livro ou namorar. No entanto, é indicado não exagerar: dormir no meio da madrugada pode fazer com que a mulher esteja cansada no final de semana e, talvez, leve esse cansaço para a semana também.

Aprender a estabelecer prioridades

No geral, os filhos são a prioridade da vida de toda mãe. Porém, ao longo do cotidiano, prioridades imediatas também vão surgindo e quem exerce a maternidade e a vida profissional precisa aprender a reconhecê-las.

Por exemplo: nem sempre brincar com a criança é uma prioridade. Caso haja uma reunião cedo no dia seguinte ou seja preciso terminar algo urgente, que não pode mesmo esperar até o dia seguinte, não há problema algum em explicar isso à criança, fazer o trabalho pendente e compensá-la no dia seguinte.

Da mesma forma, se um dos filhos tem uma apresentação na escola, está doente ou é uma data comemorativa, é claro que a prioridade imediata da mãe deve ser estar com a criança naquele momento.

Como se percebe, a prioridade geral da vida da mãe é o filho. Contudo, no dia a dia, o trabalho também pode apresentar tarefas que se tornem prioridades momentâneas e é preciso respeitá-las também. Afinal, é com o trabalho que essa mãe consegue dar ao seu filho, na maioria das vezes, tudo o que ele necessita.

Ter um hobby

Quem não está com a sua saúde física e mental em dia também não consegue cuidar dos filhos ou trabalhar com excelência. Mesmo que consiga desempenhar bem as funções, sempre será algo sofrido, o que não é bom.

Assim, a mulher e mãe precisa cuidar de si mesma e uma boa dica é ter um hobby. Pode ser ler, fazer uma caminhada, montar quebra-cabeça, pintar, não importa, desde que seja algo que a relaxe. Além disso, estar atenta à saúde física também ajuda na disposição e no bem-estar e, nesse caso, a melhor dica é uma boa alimentação.

Redação: Gabriele Ferreira


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Conteúdo Bloqueado Para Copia