Conquiste um Amor de Peso!

Pesquisas revelam que seu relacionamento pode ser colocado em xeque quando sua cintura (ou a do seu parceiro) começa a crescer. Aprenda a manter a relação bem alimentada e mande a fita métrica para o espaço.

Há alguns meses, eu estava sentada no colo do meu namorado num bar e comecei a sussurrar palavras doces (e por doces eu quero dizer baixarias provocantes) no ouvido dele. Entrando na brincadeira, achei que o gato fosse dar uma pegada forte no meu bumbum. Mas, em vez disso, ele agarrou um pneuzinho das minhas costas. Pois é. Definitivamente, o alvo dele não era minha bunda!

Confesso que, trocando as aulas de ioga por jantares com ele, eu aumentei alguns “quilos de alegria” – aquele peso extra que a gente ganha quando se descuida numa piscada de olhos. Meu namô diz que adora minhas novas curvas. Porém aquele agarrão na minha alça do amor (também conhecida como flanco) não me convenceu. Pelo contrário: acabou me deixando constrangida.

Inseguranças com o próprio corpo não são uma novidade, mas segundo Sarah Varney, pesquisadora americana sobre saúde pública e autora do livro XL Lave (inédito no Brasil), quando apenas um do casal ganha ou perde uma quantidade considerável de peso, a mudança pode tornar uma união sólida um castelinho de areia. Mas nem sempre é assim: pesquisas também mostram que muitos casais conseguem se manter unidos apesar da balança. A seguir, você descobre estratégias para ficar firme e forte com seu gato. Não importa o que a balança aponte.

JUNTOS NA MAGREZA E NA GORDICE

Unidos pela fita métrica

O amor pode mandar a razão – e o tamanho das calças – para as cucuias. Experts culpam a concordância matrimonial por isso, um fenômeno no qual os parceiros gradualmente adotam os mesmos rituais, para melhor ou pior. Você se rendeu à rotina dele de assistir à TV durante um domingo inteiro e deixou de lado o passeio na ciclovia? Juntou-se a ele nas noitadas de pizza? O veredito: você cedeu à concordância matrimonial. Unir os dois mundos cria intimidade, mas esse é também um dos motivos do aumento de peso de muitos casais, explica um estudo publicado pelo periódico americano Health Psychology.

Ganhar 1 ou 2 kg extras não é o fim do mundo, mas adotar hábitos nada saudáveis sim. “Casais devem se ajudar, inspirar novas conquistas. Ser condescendente demais não é bom”, diz Jenn Berman, psicoterapeuta americana especialista em saúde do esporte. Esse apoio também deve acontecer na hora de emagrecer: um não pode incentivar o outro a encarar dietas mirabolantes e até perigosas só para conseguir alcançar o resultado mais depressa. Se vocês dois precisam voltar a um caminho saudável, Jenn sugere criar metas simples para que possam atingi-las juntos. Comecem a caminhar ou correr por 15 minutos todo final de semana pela manhã ou troquem a comida do delivery (adeus, fast food!) por refeições caseiras.

Quando parte do casal ganha ou perde peso, a relação sólida pode sucumbir-se em um terreno instável.

Sentimento medido pelas curvas

Não é justo, mas é verdade: relacionamentos podem ficar mais complicados quando um dos parceiros ganha peso e o outro não – especialmente se quem engorda é a mulher. Um estudo publicado no periódico internacional Psychology Social and Behavioral Sciences descobriu que marido e mulher são mais felizes quando a esposa é mais magra que ele – mesmo quando ela não é exatamente esbelta.

Não se desespere: o tamanho do seu quadril não é a única medida para o sucesso de um relacionamento. Sexo e comunicação também contam. Na verdade, mais importante do que comparar o peso corporal é a confiança em relação ao seu corpo. Uma pesquisa publicada no periódico internacional TheJournal ofSexual Medicine revela que mulheres magras ou saradas, mas com uma imagem ruim de si mesmas, são menos realizadas sexualmente. A explicação é que, provavelmente, essas garotas estão muito mais preocupadas com o reflexo do corpo no espelho do que com o próprio prazer.

Mesmo que esteja gordinha, é crucial trabalhar para melhorar a autoestima. “Toda vez que seu parceiro elogiar você, agradeça e repita o elogio em sua cabeça mesmo que não acredite totalmente nisso naquele momento”, sugere Jessica O’Reilly, sexóloga americana e autora do livro The New Sex Bible (inédito no Brasil). “Aos poucos, com tantos elogios, você vai ficar mais confortável, mesmo nua, na frente do gato. Aí, sem se importar demais com o que ele pode achar do seu corpo, seu foco vai se manter em como aproveitar aquele momento da forma mais prazerosa possível”, conta Jussania Oliveira, terapeuta sexual de São Paulo.

O peso do gato na sua vida

Muitas mulheres não sabem lidar bem com as mudanças corporais dos parceiros. “Elas tendem a se sentir responsabilizadas ou vitimadas quando os caras ganham ou perdem muitos quilos”, diz Jussania. Se ele engorda, a maioria das garotas pensa que ele pode estar insatisfeito (ou relaxado) coma relação e, por isso, acaba descontando na comida e esquecendo a forma física. Se o rapaz emagrece, é por que está se preparando para trocá-la por outra pessoa. Quanta bobagem! Em vez de considerar a mudança dele como um sinal de que vocês estão se distanciando, tente descobrir o que provocou a transformação.E procure ser companheira – da mesma forma que gostaria que ele fosse se você estivesse ganhando (ou perdendo!) quilinhos extras.

Uma doce terapia

É fato: malhar juntos melhora o corpo e o relacionamento. Estudos científicos têm mostrado que, depois de participar de um desafio físico ou uma nova atividade a dois, muitos casais disseram que se sentiram mais felizes em seu relacionamento.

E uma enquete recente revelou que 85% das duplas que se exercitaram juntas se mantiveram mais unidas. O plus: um a cada cinco desses casais disse que esse novo hábito “salvou completamente o relacionamento deles”. Que tal passar a frequentar uma pista de caminhada, em vez de partir para a terapia de casal? A economia vai ser bem maior – e muito mais prazerosa. Com certeza!

CORPOS UNIDOS E EM FORMA; CORAÇÕES PRÓXIMOS E APAIXONADOS.

Texto: M. Zoppei e J. Kirsch


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Conteúdo Bloqueado Para Copia